Tradutor

sábado, 24 de março de 2012

Lago de sangue


Novamente a tristeza
Choraria,
Se ainda houvessem
lágrimas

Pés descalços
Presos ao chão
Numa poça de sangue

Não sei se anoiteceu
Ou se fiquei cega
Sei da chuva
com nuvens más
cuspindo em mim

Cançada, deito-me
neste, agora lago
de sangue e lama

Nenhum comentário:

Postar um comentário